Contei (a minha) verdade sobre ser youtuber


"Com quanto tempo de antecedência gravas os vídeos para o YouTube?", "Pensas alguma vez vir a trabalhar apenas com YouTube/redes sociais?" e muito mais. Respondi a tudo — sem filtros.



Quase todos os dias recebo comentários ou mensagens sobre como é ser youtuber. Há muita curiosidade acerca da forma como gerimos a criação de conteúdos com a família, namorado e outras atividades, mas também sobre tudo o que envolve a gravação.


Recentemente, numa caixa de perguntas que deixei no meu Instagram, algumas de vocês deixaram algumas questões e decidi responder a tudo — mas mesmo tudo — em vídeo (e sem qualquer filtro).


Entre as mais repetidas, estão as seguintes: "Não te cansas de trabalhar oito horas e depois ainda trabalhares para o YouTube?" e "achas que por não te dedicares a 100 por cento ao digital ainda não és reconhecida?"


Querem saber as respostas a estas e outras perguntas. Então, aqui vai: esta é a (minha) verdade sobre ser youtuber.


Também vais querer ler isto