Fui criança no Bounce (e não me arrependo nada)


Na semana em que celebro 24 anos, tive a oportunidade de ir a um parque de diversões pela primeira vez e senti-me criança novamente. Espero que voltem a falar comigo depois das figuras a que vão assistir.



Quem é que nunca quis ir a um parque de diversões? Sempre tive essa curiosidade, mas nunca tinha tido a oportunidade. E nunca é tarde demais, certo? Foi isso mesmo que pensei e como faço anos este sábado, 29 de abril, não havia um motivo melhor para fazê-lo.

Quanto ao sítio não tive muitas dúvidas, já sabia qual é que queria: chama-se BOUNCE e fica em Carnaxide. Aqui os trampolins são os reis da festa. No total, são mais de 100 e que fazem da BOUNCE um espaço único em Portugal.

É possível saltar, subir paredes e fazer várias manobras aéreas. Por isso, é um espaço ideal para iniciantes, tal como eu, que só querem divertir-se e passar um bom momento ou para os mais experientes que querem treinar as suas acrobacias. Por lá também andavam miúdos de três e cinco anos (e muito melhores do que eu, diga-se de passagem).


No espaço, há uma equipa sempre pronta a ajudar e aperfeiçoar os saltos. No meu caso, fui sempre acompanhada pela mesma pessoa que teve uma paciência de santo para a pior aluna de sempre (sim, estou a falar de mim).

Podemos saltar livremente na arena Free Jump ou andar pelas paredes no The Wall. Mas hás outras áreas: Slam Dunk, Big Bag, Super Tramp, Dodgeball e o Football. Além disso, também podem descansar no café.

O espaço está aberto de segunda a sábado, das 10h às 23h, e ao domingo, das 10h às 21h. A primeira sessão de uma hora é 12€ e a segunda, 10€. Mas também há preços especiais para famílias ou estudantes, por exemplo.

Mas falando da minha experiência, vamos por partes. Gostei? Sim. Quero voltar? Sem dúvida. Tenho jeito para a coisa? Nem por isso e vocês vão perceber porquê no novo vídeo d' A Miúda. E não se esqueçam de subscrever o canal.

P.S.: espero que voltem a falar comigo depois disto.




Também vais querer ler isto